ANÁLISE EXPERIMENTAL E TEÓRICA EM VIGAS DE CONCRETO ARMADO COM FUROS NA ALMA

Resumo

Furos em vigas são comuns em obras de engenharia, para passagem de tubulações elétricas, hidráulicas, entre outras. Este estudo objetiva verificar se a presença de furos em diferentes localizações e quantidades diminui a resistência mecânica de vigas de concreto armado e analisar as recomendações normativas impostas pela Norma Brasileira de Projeto de Estruturas de Concreto – NBR 6118 (2014). Como orienta a referida Norma, o furo deve ser moldado antes da concretagem. Acontece que em muitos casos o furo é feito depois de a viga estar concretada, tendo que ser aberto com auxílio de equipamento perfurante, com a viga sendo vibrada no ato da perfuração. Há corte da armadura, podendo comprometer a resistência da peça. Para este estudo foram ensaiadas cinco vigas. Com base nesses ensaios, concluiu-se que a presença de furos em diferentes localizações e quantidades influencia na resistência mecânica e no modo de ruptura de vigas. Além disso pôde-se perceber que a NBR 6118 (2014) é satisfatória para o dimensionamento de furos em vigas. A Norma, porém, generaliza as condições para todas as regiões das vigas, tornando-a conservadora em relação à distância entre as faces dos furos e o seccionamento das armaduras em região de flexão pura.

Biografia do Autor

Maria Araujo Moreira, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Graduanda em Engenharia Civil pela Universidade Estadual Vale do Acaraú. Sobral, Ceará, Brasil.

José Fabiano Araujo Moreira, Universidade de Brasília

Mestre em Estruturas pela Universidade de Brasília. Sobral, Ceará, Brasil.

Thiago Andrade Gomes, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Graduando em Engenharia Civil pela Universidade Estadual Vale do Acaraú. Sobral, Ceará, Brasil.

Francisco Leandro Fernandes Farias, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Graduando em Engenharia Civil pela Universidade Estadual Vale do Acaraú. Sobral, Ceará, Brasil.

Maycon Douglas Alves Rodrigues, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Graduando em Engenharia Civil da Universidade Estadual Vale do Acaraú. Sobral, Ceará,

Ricardo José Carvalho Silva, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Orientador. Docente do Curso de Engenharia Civil da Universidade Estadual Vale do Acaraú. Sobral, Ceará, Brasil.

Publicado
2020-01-16
Seção
Ciências Exatas e da Terra