ARMADILHA LUMINOSA: ADAPTAÇÃO INADEQUADA PARA CAPTURA DE INSETOS-PRAGA NA CULTURA DO TOMATE

  • Cristiane Ramos Coutinho Universidade Federal do Ceará
  • Patrik Luiz Pastori Universidade Federal do Ceará
  • Francisco Aliomar Albuquerque Feitosa Sem vínculo institucional
  • Marianne Gonçalves Barbosa Universidade Federal do Ceará
  • Ruan Carlos de Mesquita Oliveira Universidade Federal do Ceará

Resumo

Tomaticultores da região da Serra da Ibiapaba, Ceará, enfrentam dificuldades para produzir e fornecer alimentos de qualidade aos consumidores. Dentre os desafios constantes destaca-se a ocorrência de insetos-praga. Neste contexto, objetivou-se avaliar a eficiência de armadilhas luminosas adaptadas para o controle da broca-pequena-do-tomateiro Neoleucinodes elegantalis (Lepidoptera: Cambridae) e da traça-do-tomateiro Tuta absoluta (Lepidoptera: Gelechiidae). Os resultados indicaram que além das armadilhas luminosas adaptadas pelos tomaticultores da região não serem eficientes para monitoramento e/ou controle de N. elegantalis e de T. absoluta ainda foram atrativas para outras espécies de insetos sem importância agrícola, mas importantes do ponto de vista ambiental.

Biografia do Autor

Cristiane Ramos Coutinho, Universidade Federal do Ceará
Engenheira Agrônoma. Mestre em Produção Vegetal. Doutoranda em Agronomia/Fitotecnia na Universidade Federal do Ceará, Campus do Pici, Fortaleza, CE – Brasil.
Patrik Luiz Pastori, Universidade Federal do Ceará
Engenheiro Agrônomo. Doutor em Fitotecnia. Professor Adjunto IV da Universidade Federal do Ceará, Campus do Pici, Fortaleza, CE
Francisco Aliomar Albuquerque Feitosa, Sem vínculo institucional
Produtor rural/Consultor Técnico, Guaraciaba do Norte CE– Brasil.
Marianne Gonçalves Barbosa, Universidade Federal do Ceará
Engenheira Agrônoma, Mestre em Produção Vegetal. Doutoranda em Agronomia/Fitotecnia na Universidade Federal do Ceará, Campus do Pici, Fortaleza, CE – Brasil
Ruan Carlos de Mesquita Oliveira, Universidade Federal do Ceará
Engenheiro Agrônomo, Mestre em Agronomia/Fitotecnia. Doutorando em Agronomia/Fitotecnia na Universidade Federal do Ceará, Campus do Pici, Fortaleza, CE – Brasil

Referências

Anuário Brasileiro do tomate. 2016. O queridinho da mesa. Disponivel em: <http://www.editoragazeta.com.br/flip/anuario-tomate-2016/files/assets/basic-html/page73.html> Acesso em: 02 de abril de 2018.

Ferrari, A.A. Caracterização química de tomates (Lycopersicon esculentum Mill.) empregando análise por ativação neutrônica instrumental. 2009. 151 p. Dissertação (Mestrado em Ciências). Centro de Energia Nuclear na Agricultura, Piracicaba, SP, 2009.

Gallo, D; Nakano, S.S; Neto, R.P.L. et al. Entomologia agrícola. Piracicaba, FEALQ. 2002. 920 p.

Gravena, S; Bevenga, S.R. Manual prático para manejo ecológico de pragas do tomate. Jaboticabal, Gravena-ManEcol LTDA. 2003. 144 p.

Nakano, O. Armadilhas para insetos: pragas agrícolas e domesticas. Piracicaba: FEALQ. 2000. 76 p.

Oliveira, A.C.R. Captura de Tuta absoluta (Meyrick) (Lepidoptera: Gelechiidae) com armadilha luminosa associada ao feromônio sexual sintético em tomateiro tutorado. 2004. 54 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, 2004.

Oliveira, A.C.R; Veloso, V.R.S; Barros, R.G; Fernandes, P.M; Souza, E.R.B. Captura de Tuta absoluta (Meyrick) (Lepidoptera: Gelechiidae) com armadilha luminosa na cultura do tomateiro tutorado, Pesquisa Agropecuaria Tropical, Goiânia, v.38, 2008.

Picanço, M.C; Bacci, L; Crespo, A.L.B; Miranda, M.M.M; Martins, J.C. Effect of integrated pest management practices on tomato production and conservation of natural enemies. Agricultural and Forest Entomology, v.9, p 327-335, 2007.

Publicado
2018-12-31
Seção
Ciências Agrárias