PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO E CLÍNICO DE PESSOAS EM USO ABUSIVO DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS

Resumo

O uso abusivo de substâncias psicoativas (SPA) pode desencadear diversos problemas biopsicossociais, tornando-se necessária uma constante avaliação para conhecer o perfil desses usuários, na tentativa de subsidiar a tomada de decisão às políticas de prevenção ao uso e de cuidado aos indivíduos. Com isso objetiva-se descrever o perfil sociodemográfico e clínico de pessoas que fazem uso abusivo de SPA. Trata-se de uma pesquisa transversal com abordagem quantitativa, realizada com 605 usuários com transtorno relacionado ao uso abusivo de SPA acompanhados em serviços de saúde de oito municípios da 11ª região de saúde do estado do Ceará, em que se coletou os dados mediante um questionário sociodemográfico e clínico, por meio de uma entrevista semiestruturada. A partir das análises, observou-se que a maioria era do sexo masculino, solteiro, adulto jovem, pardo, católico, com ensino fundamental incompleto, sem ocupação, com renda familiar menor que um salário mínimo, residente em casa própria com 1 a 3 moradores por domicílio, com considerável prevalência de comorbidade clínica e psiquiátrica. Portanto, a delimitação do perfil do usuário de SPA permite o desenvolvimento de ações com foco nas demandas e na realidade dessa população, subsidiando estratégias de cuidado efetivas no âmbito da saúde mental e atenção psicossocial.

Publicado
2020-07-06
Seção
CIências da Saúde