ANÁLISE DO PERFIL DE SENSIBILIDADE A FÁRMACOS EM BACTÉRIAS ISOLADAS EM UTI NEONATAL (UTIN).

  • Ahrimsa Samandhi Forte Oliveira Santa Casa de Misericórdia de Sobral
  • Maria Isabel Linhares Centro Universitário INTA - UNINTA
  • Débora Patrícia Feitosa Medeiros Centro Universitário INTA - UNINTA

Resumo

A resistência bacteriana apresenta-se como um problema de saúde pública, além de acentuar um dos problemas de grande destaque para saúde como as infecções hospitalares. O objetivo desse estudo foi analisar o perfil de sensibilidade a fármacos em bactérias isoladas em UTI Neonatal (UTIN), nos meses Agosto/2018 a Março/2019. Foram quantificadas amostras de sangue e swabs de coleta anal e oral positivas; identificado as bactérias isoladas a nível de espécie; e identificado os perfis de sensibilidade. Após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP), e seguindo os preceitos do Conselho Nacional de Saúde (CNS), os dados foram cedidos pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH). Obteve-se um total de 39 amostras com crescimento de micro-organismos. O setor com mais amostras positivas foi a UTIN II (31): 17 de sangue, 11 de swab anal e 3 de swab  oral. A caracterização morfo-tintorial revelou que 59% das bactérias possuem morfologia de bacilo e gram-negativas, e 41% cocos e gram-positivas. Dentre a prevalência relação a espécie, destacou-se Staphylococcus sp. (41%) e Klebsiella sp. (33%).  O presente estudo servirá de base de dados e informações para as equipes multiprofissionais do hospital sobre a relevância da prevenção e tratamento adequados de IRAS.

Biografia do Autor

Ahrimsa Samandhi Forte Oliveira, Santa Casa de Misericórdia de Sobral

Farmacêutica graduada pelo Centro Universitário INTA (UNINTA). Especialista em Farmácia Clínica pelo Centro Universitário Farias Brito (FBUni). Especialista em neonatologia com caráter de residência multiprofissional pela Santa Casa de Misericórdia de Sobral.

Maria Isabel Linhares, Centro Universitário INTA - UNINTA

Farmacêutica graduada pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Mestre em Farmacologia pela UFC. Doutora em Farmacologia pela UFC; docente no Centro
Universitário INTA (UNINTA). Tutora do programa de residência multiprofissional em
urgência e emergência da Santa Casa de Misericórdia de Sobral.  

Débora Patrícia Feitosa Medeiros, Centro Universitário INTA - UNINTA

Farmacêutica graduada pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Mestre em
Biotecnologia pela UFC. Docente no Centro Universitário INTA (UNINTA). Tutora do
programa de residência multiprofissional em neonatologia da Santa Casa de
Misericórdia de Sobral.

Publicado
2020-07-01
Seção
Ciências da Saúde (Ênfase em Farmácia)