HOSPITALIZAÇÃO DE IDOSOS POR DIABETES MELLITUS: ESTUDO ECOLÓGICO

  • Samir Gabriel Vasconcelos Azevedo Universidade Estadual do Ceará
  • Jamylle Lucas Diniz Universidade Federal do Ceará
  • Mariana Ribeiro Vidal Universidade Federal Fluminense
  • Juliana Neves Cesar Universidade Estadual do Ceará
  • Thereza Maria Magalhães Moreira Universidade Estadual do Ceará

Resumo

O objetivo foi descrever as internações, dias de permanência, óbitos e taxa de mortalidade por Diabetes Mellitus em idosos. Trata-se de estudo ecológico. Os dados foram coletados do Sistema de Internação Hospitalar, organizados no Microsoft excel, analisados no R e ArcGIS. As variáveis foram internações, dias de permanência, óbitos e taxa de mortalidade. Houve 28.746 internações de idosos por DM em dez anos sendo mais prevalentes em mulheres (57,31%). Similarmente, permanência (54,92%), óbitos (60,51%) e taxa de mortalidade (53,69%) foram mais presentes no sexo feminino. A tendência dessas internações diminuiu enquanto a taxa de mortalidade aumentou. O geoprocessamento mostrou cidades que estão com taxa de mortalidade alta. O teste de Spearman verificou que dias de permanência e óbitos estão correlacionadas e a faixa etária de “80 anos ou mais” tem mais intensidade com os óbitos.

Publicado
2021-07-14
Seção
CIências da Saúde