AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS (SPDA) EM EDIFICAÇÕES DOS CAMPI DA UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ (UVA) EM SOBRAL-CE

  • Juscelino Chaves Sales Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA
  • Francisco da Silva Brandão
  • Max Wendell Lima Cunha dos Santos

Resumo

As descargas atmosféricas são alguns dos fenômenos mais imprevisíveis da natureza. Ocorrem grandes prejuízos em decorrência de raios que atingem edifícios, residências, instalações industriais e agropecuárias, redes elétricas, florestas e até mesmo pessoas. Uma forma de prevenir estes danos é através do uso de um Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas (SPDA), cuja estrutura é destinada a interceptar as descargas elétricas, conduzi-las e dispersá-las no solo, o que garante, além da proteção da edifi-
cação, a proteção de pessoas. Atualmente, de acordo com a NBR 5419/2005: Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas, existem três tipos de SPDA: Franklin, Gaiola de Faraday ou Malha e Esfera Rolante ou Eletrogeométrico. A Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) é uma universidade pública que tem quatro campi localizados na cidade de Sobral, estado do Ceará; são eles: campus CIDAO, campus Betânia, campus Junco e campus Derby, e nesses locais muitas edificações dispõem de SPDA. Esta pesquisa objetivou avaliar os SPDA existentes nos campi da UVA, a fim de verificar se os mesmos estão efetivamente protegendo as edificações. Como metodologia, foram realizadas revisão bibliográfica e pesquisa de campo, foram feitas visitas aos respectivos campi e coletados dados sobre as edificações e os SPDA. Os resultados mostraram que existem diferentes tipos de SPDA, a maioria encontra-se em bom estado de conservação, mas poucas edificações encontram-se efetivamente protegidas.

Publicado
2015-07-16
Seção
Ciências Exatas e da Terra