VISITA AO LAR NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA POR AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE

  • Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA
  • Tiago José Silveira Teófilo Hospital Universitário Lauro Wanderley - HULW/UFPB
  • Ana Oscarina Romão Silva Secretaria de Saúde de Marco-CE

Resumo

A estratégia saúde da família vem se consolidando pelo
cuidado em saúde nas unidades de saúde, lares e espaços comunitários.
Contudo a descentralização desses serviços pode gerar fatores
facilitadores e dificuldades ao ACS. Assim, o estudo objetivou
descrever as práticas dos ACS durante a visita ao lar e identificar suas
dificuldades e facilidades vivenciadas durante as visitas às famílias. A
pesquisa é do tipo exploratório-descritiva, sob abordagem qualitativa,
realizada no município de Marco - Ceará, no território da ESF do
Triângulo do Marco, com sete ACS, no período de junho a outubro de
2008. As técnicas para coleta das informações foram o questionário e a
entrevista semi-estruturada, sendo sistematizadas em categorias
analíticas. Os discursos mostram que pela quantidade de atividades
realizadas não é fácil vivenciar uma relação de intimidade com as
famílias. Quanto às facilidades, a visita é valorizada como meio de
busca do direito à assistência à saúde. Nas dificuldades, observa-se que
os sujeitos sentem-se desvalorizados, apresentam dificuldade de
encontrar os sujeitos no lar e a não participação destas nos cuidados
de saúde promovidos.

Biografia do Autor

Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto, Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA
Enfermeiro Sanitarista. Doutor em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP. Mestre em Saúde Púbica. Docente do Curso de Enfermagem e do Mestrado Profissional em Saúde da Família da Universidade Estadual do Vale do Acaraú - UVA. Secretário da Saúde de Cariré – Ceará.
Tiago José Silveira Teófilo, Hospital Universitário Lauro Wanderley - HULW/UFPB
Mestre em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Clínica Médica da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é Enfermeiro Assitencial do Hospital Universitário Lauro Wanderley - HULW/UFPB.
Ana Oscarina Romão Silva, Secretaria de Saúde de Marco-CE

Enfermeira da Estratégia Saúde da Família do município de Marco - Ceará. Especialista em Saúde da Família pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA.

Referências

BORNSTEIN, V. J.; STOTZ, E. N. Concepções que integram a formação e o processo de trabalho dos agentes comunitários de saúde: uma revisão da literatura. In: Ciência & Saúde Coletiva, v. 13, n. 1, p. 259-268, 2008.

BRASIL. Ministério da Saúde. A implantação da unidade de saúde da família - Caderno de atenção básica. Brasília: Ministério da Saúde, 2000.

MANDÚ, E. N. T.; GAÍVA, M. A. M.; SILVA, M. A.; SILVA, A. M. N. Visita domiciliária sob o olhar de usuários do programa saúde da família. In: Texto Contexto - Enfermagem, mar., v. 17, n. 1, p. 131-140, 2008.

MENEGOLLA, V. L.; POLLETO, D. S.; KRAHL, M. O agente comunitário de saúde no desenvolvimento de seu trabalho. In: Boletim da Saúde, v. 17, n. 2, p. 81-93, 2003.

MERHY, E. E. Em busca da qualidade dos serviços de saúde: os serviços de porta aberta para a saúde e o modelo tecnoassistencial em defesa da vida. In: CECÍLIO, L.C.O. (Organizador.) Inventando a mudança em saúde. São Paulo: Hucitec, p.116-160, 1994.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec/Rio de Janeiro: ABRASCO, 2009.

REINALDO, M. A. S.; ROCHA, R. M. Visita domiciliar de enfermagem em saúde mental. In: Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 4, n. 2, p. 36-41, 2002.

SAKATA, K. N.; ALMEIDA, M. C. P.; ALVARENGA, A. M.; CRACO, P. F.; PEREIRA, M. J. B. Concepções da equipe de saúde da família sobre as visitas domiciliares. In: Revista Brasileira de Enfermagem-REBEn, v. 60, n. 6, p. 659-664, dez. 2007.

VILASBÔAS, A. L. O. Marco referencial e conceitual da atenção básica e saúde da família no Brasil [Notas preliminares]. Brasília: Ministério da Saúde, 2003.

XIMENES NETO, F. R. G.; CHAVES, M. E.; PONTE, M. A. C.; CUNHA, I. C. K. O. Trabalho do enfermeiro da Estratégia Saúde da Família na visita ao lar da puérpera e recém-nascido. In: Revista da Sociedade Brasileira de Enfermeiros Pediatras, v. 12, p. 27-36, 2012.

Publicado
2016-03-30
Seção
CIências da Saúde