DO CORTIÇO AO ENGENHO: A EMANCIPAÇÃO SEXUAL PRECOCE DE POMBINHA E CARLINHOS

  • Francisca Samara Ferreira Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA
  • Maria Edinete Tomás Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA

Resumo

O presente estudo aborda a temática da infância com base nos romances O Cortiço, de Aluísio Azevedo, publicado em 1890 e Menino de Engenho, de José Lins do Rego, publicado em 1932. Objetiva perceber como as personagens crianças são afetadas pelo comportamento sexual das personagens adultas, e qual a influência disso em suas vidas. Compreende o conceito de infância variável no tempo-espaço, por ser de natureza sociocultural, assim sendo, a questão da prática sexual ora é vista como tabu, ora como parte do ritual de ingresso na vida adulta. Na discussão do tema, privilegia-se a figura das personagens Pombinha e Carlinhos, um de cada romance, respectivamente. Esse privilégio foi definido em razão das peculiaridades que ambos assumem no desenrolar da trama em seus respectivos contextos romanescos. Como subsídio teórico, foi valioso o pensamento de autores como Mary Del Priore (1991), Philippe Ariès (1981), Regina Zilberman (1998), dentre outros.

Biografia do Autor

Francisca Samara Ferreira, Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA
Graduada em Letras - Habilitação em Língua Portuguesa - pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA.
Maria Edinete Tomás, Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA
Mestre em Gestão Educacional pela UIL/Portugal. Professora Assistente do Curso de Letras da Universidade Estadual Vale do Acaraú

Referências

ARIÉS, Philippe. A história social da criança e da família. Rio de Janeiro: LTC, 1981.

AZEVEDO, Aluísio. O Cortiço. Porto Alegre: L&PM, 2013.

BARBOSA, Maria Carmen Silveira. Fragmentos sobre a Rotinização da Infância. Revista Educação & Sociedade, v. 25, nº1 p. 93-114, 2002.

BORGES, Jeane Lessinger & DELL’ AGLIO, Débora Dalbosco. Relações entre abuso sexual na infância, transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) e prejuízos cognitivos. Psicologia em Estudo. 2002.

CAMPOS, Maria. Izabel. Civilidade, Gênero E Sexualidade: Memórias De Espaços Públicos E Privados. In: Sobre processos civilizadores: diálogos com Norbert Elias. Grande Dourados: UFGD, 2012.

CANDIDO, Antonio. De cortiço a cortiço. O discurso e a sociedade. São Paulo: Duas Cidades, 1993.

D’INCAO. Maria Angêla. Mulher e Família Burguesa. In: Histórias das mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2006.

DEL PRIORE, Mary. Histórias do Cotidiano. São Paulo: Contexto, 2001.

_______. História da Criança no Brasil. São Paulo: Contexto, 1991.

REGO, José Lins. Menino de Engenho. Rio de Janeiro: José Olympio, 2012.

ZILBERMAN, Regina. O Estatuto da Literatura Infantil. In: A Literatura Infantil na Escola. São Paulo: Global, 1998.

Publicado
2016-06-17
Seção
Ciências Humanas