DANÇA E INTERDISCIPLINARIDADE: UMA BREVE REVISÃO

  • Edineu Linhares da Silva Bacharel em Serviço Social. Especialista em Dança e Educação pela Faculdade Terra Nordeste (FATENE). Caucaia, Ceará, Bra- sil.
  • Juliana Rodrigues Freitas

Resumo

Nem sempre as artes, em especial a dança, foram vistas como meios educacionais de ensino, muito menos como contributo eficaz de interação entre corpo e mente. Uma vez evidenciado o nexo existente entre essas duas categorias, percebeu-se que, satisfatoriamente, a dança consegue atingir índices positivos na desenvoltura do ser que
utiliza o movimento como método agregador de valores e conhecimento. Diante do exposto e com o intuito de evidenciar o trajeto que a dança percorre por meio da interdisciplinaridade no âmbito educacional, foi feita uma breve revisão bibliográfica que contempla a chegada ao produto final do processo de ensino: a aprendizagem, podendo esta ser obtida de modos diferentes e diferenciados, que atingem a todos os públicos e extratos sociais.

 

Palavras-chave: Dança. Educação. Processo ensino-aprendizagem. 

Biografia do Autor

Edineu Linhares da Silva, Bacharel em Serviço Social. Especialista em Dança e Educação pela Faculdade Terra Nordeste (FATENE). Caucaia, Ceará, Bra- sil.
Especialista em Dança e Educação pela Faculdade Terra Nordeste (FATENE). Caucaia, Ceará, Brasil.

Referências

ALMEIDA, Heleuza Carrilho Tuka de. Inclusão através da arte: experiência com jovens e adultos na Universidade de Cruz Alta. Disponível em: <http://www.cereja.org.br/arquivos_upload/20041117_Heeuza.pdf>. Acesso em: 28.Ago.2014.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: arte. Brasília: MEC/SEF, 1997.

FERREIRA, Vanja. Dança escolar: um novo ritmo para a educação física. 2. ed. Rio de Janeiro. Sprint, 2009.

FORTES, Clarissa Corrêa. Interdisciplinaridade: origem, conceito e valor. Disponível em: <http://www.pos.ajes.edu.br/arquivos/referencial_20120517101727.pdf>. Acesso em: 22.Abr.2015.

LEITE, Vanessa Caldeira. Corpo impregnado pela arte: implicações no campo da educação. Disponível em: <http://32reuniao.anped.org.br/arquivos/trabalhos/GT24-5493--Int.pdf>. Acesso em 20.Out.2014.

MODESTO, Michele Coelho. O ensino da arte e a inclusão: dificuldades de atuação nas práticas pedagógicas inclusivas com aluno deficiente múltiplo. Disponível em:<http://www.bib.unesc.net/biblioteca/sumario/00004B/00004B99.%20MODESTO%20-%20PDF%201.pdf >. Acesso em: 15.Ago.2014.

NANNI, Dionísia. Dança-Educação – pré-escola à universidade. 5. ed. Rio de Janeiro. Sprint, 2008.

OSSONA, Paulina. A educação pela dança. São Paulo: Summus, 1988.

PARO, Vitor Henrique. Educação como exercício de poder: crítica ao senso comum em educação. 2. ed. São Paulo. Cortez, 2010.

ZIMMER, Amanda de Paula; ROCHA, Estela M. R.. A dança como método de educação interdisciplinar. Disponível em: <http://www.webartigos.com/artigos/a-danca-como-metodo-de-educacao-interdisciplinar/87276/>. Acesso em: 19.Abr.2015.

Publicado
2017-11-28
Seção
Ciências da Educação