PESQUISA DE PARASITOS EM SOLO ARENOSO NA LAGOA DA COCA-COLA, SALINÓPOLIS, PARÁ, BRASIL

Resumo

As praias são ótimos ambientes de lazer e recreação sendo muito procuradas por residentes e turistas, principalmente em período de férias escolares, porém as características do solo como calor e umidade favorecem o desenvolvimento dos geohelmintos até sua forma infectante, diante disto, o presente trabalho tem como objetivo realizar uma análise parasitológica do solo arenoso na lagoa da Coca-Cola, no município de Salinópolis-Pará. Os métodos escolhidos para pesquisa de parasitos foram o método de Hoffmann, Pons e Janer e Rugai ambos adaptados. Totalizaram-se ao fim 32 amostras de areia coletadas, sendo 16 da região superfície e 16 da região profunda, que resultaram em 240 lâminas analisadas por região e 480 por método. Em todas as amostras coletadas foi possível identificar estruturas parasitárias, onde no método de Hoffman foram obtidos 251 achados e pelo método de Rugai 97. Tendo em vista os resultados obtidos constatou-se que o solo arenoso da lagoa da coca-cola no município de Salinópolis apresenta uma contaminação por estruturas parasitárias seja elas de origem humana e/ou animais, assim, representando um risco aos seus frequentadores de forma direta e indiretamente, principalmente os grupos mais suscetíveis.

Publicado
2020-12-14
Seção
Ciências Agrárias